Intelbras supreende mercado e lança dispositivo capaz de multiplicar conexões de fibra óptica

Intelbras supreende mercado e lança dispositivo capaz de multiplicar conexões de fibra óptica

100% nacional, novo terminal é capaz de levar fibra óptica a ate 1024 clientes; o foco do novo equipamento são os provedores regionais de serviços de banda larga

Intelbras adapta produtos de rede chinês ao perfil nacional

Responsáveis pela expansão da banda larga fixa em 2017 e provavelmente este ano, os provedores de acesso regionais, quando somados, tinham a 4a maior base instalada de clientes no Brasil. Este ano, as métricas da Anatel indicam que este desempenho deve ser ainda melhor. E se o retrato for das conexões em fibra ótica, o cenário fica ainda mais positivo para os ISPs, que possuem por 47% do mercado nacional de FTTH – ou fibra óptica até a residência.

Em  agosto, o Brasil contava com 30,73 milhões de linhas de banda larga fixa em serviço, dos quais 4,427 milhões com acesso de fibra óptica. E, deste mercado de quase 4,5 milhões de residências atendidas com FTTH, quase a metade – ou 2,03 milhões de casas com fibra são conectadas pelos provedores regionais de internet, os ISPs.

Apresentando-se como o provedor nacional de recursos tecnológicos para este universo de empresas, a Intelbras apresentou à imprensa, no final da semana passada, uma solução 100% nacional capaz de ampliar a capacidade dos ISPs de atender o usuário final com fibra óptica. Trata-se da OLT 8820 I, um equipamento desenvolvido e fabricado na matriz da empresa, em São José (SC).

Gerenciado pelo software gratuito SIG – Software Intelbras de Gerenciamento, o 8820I utiliza tecnologia GPON para levar os serviços do ISP até o consumidor por meio de fibra óptica. Sua principal função é a gerência e configuração de todos os clientes ativos conectados à rede do provedor.

O GPON (Gigabit Passive Optical Network, ou Rede Óptica passiva Gigabit) é uma rede óptica com um tráfego acima de 1 Gbps, ou 1 Gigabit por segundo. No GPON, diferente de outras tecnologias que usam fibra óptica, a capacidade de tráfego é de 2.5 Gbps de downstream e, ao inverso, alcança 1.25 Gbps no upstream.

Com comercialização desde setembro último, o equipamento da Intelbras, lançado oficialmente agora no final de novembro, tem capacidade máxima de 1024 clientes simultâneos. Seu sistema de gerenciamento permite aos proprietários o controle de várias centrais dos provedores (OLTs), sejam da marca Intelbras ou de terceiros, o que dá a eles uma visão mais completa e torna o gerenciamento mais fácil.

“O provedor de acesso centraliza os seus esforços na oferta de banda larga de qualidade, a maior demanda do cliente que contrata este serviço hoje. Este é o grande cliente que vemos para o GPON”, diz  Amilcar Scheffer, diretor da área de redes da Intelbras.

Ele justifica o investimento feito na produção local dos equipamentos GPON com os negócios efetivados pela empresa no passado recente. “Crescemos 30% ao ano, em média. Ao londo dos 11 anos em que atuamos nesta área de rede, entregamos ao mercado 20 milhões de equipamentos, com destaque para os switches de 8 portas”, diz.

A fabricante, segundo Scheffer, produz 5 milhões de equipamentos de rede ao ano.

fonte:https://ipnews.com.br/intelbras-supreende-mercado-e-lanca-dispositivo-de-rede-multiplicar-conexoes-de-fibra-optica/

https://www.consultoriaparaprovedores.com/MegaCursoMikrotik
Deixe seu like!
admin